— Farmacêuticos cuidando da saúde e do bem estar das pessoas —
Contato  |   Associe-se
Associados/Login
Email:
Senha:
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
:: :: Biblioteca Virtual
 
Biblioteca Virtual - Alguns links são exclusivos para associados SBRAFH
Keyword: 
Monografias
Dissertação de Mestrado: Acesso a Terapia Medicamentosa na Perspectiva de Pacientes e Profissionais de Saúde
Dissertação de Mestrado de Josiane Moreira da Costa Estudo de caso de abordagem qualitativa fundamentada na sociologia compreensiva com o objetivo de compreender o acesso a medicamentos nos momentos pré, intra e pós-internação hospitalar, segundo perspectivas dos usuários e profissionais de saúde de um hospital de ensino. O cenário de estudo foi um hospital de ensino geral, de grande porte e referência em trauma, urgência e emergência, localizado na região norte do município de Belo Horizonte. Os sujeitos foram sete pacientes, nove acompanhantes e 14 profissionais de saúde, em um total de 30 participantes, determinados por saturação de dados. A coleta de dados foi por meio de entrevistas a partir de um roteiro semiestruturado para cada segmento. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e organizados em quatro categorias: 1. Dos remédios que tomo aos que não sei: nas mãos dos profissionais de saúde; subdividida em duas subcategorias - A (in)atividade do paciente versus o tecnicismo profissional e A admissão e alta hospitalar como marcos na transição do cuidado; 2. A (des)continuidade da farmacoterapia; 3. Informação como estratégia de acesso aos medicamentos; 4. Acessibilidade possível. Os resultados mostram que os medicamentos ganham maior ou menor projeção nos cuidados ao paciente, além de serem uma das estratégias de atenção à saúde na hospitalização. Por isso, o acesso à farmacoterapia se torna heterogêneo, permeado de valores, relações e subjetividades, provocando sentimentos pautados no entendimento da necessidade do uso dos medicamentos, do medo da reinternação, da indisponibilidade da farmacoterapia nas Unidades de Atenção Primária à Saúde e da incapacidade de compra de medicamentos pelo usuário. Apesar de programas que ofereçam abastecimento de medicamentos, o acesso a estes nos períodos pré e pósinternação se mostra fragilizado, constituindo-se um dos fatores fortalecedores do “caminhar cíclico” do paciente na rede de cuidados. As barreiras ao acesso referentes à informação se apresentam como um tema complexo, o que envolve diferentes processos de trabalhos permeados tanto pela relação profissionalpaciente como pelas interprofissionais. Entretanto, a informação é essencial para garantia do acesso à farmacoterapia, a fim de se evitarem comprometimentos de abastecimento, prescrição e disponibilidade dos medicamentos. Preparação da alta com antecedência, implantação de mecanismos de referenciamento e reconhecimento das subjetividades dos pacientes são algumas ações que contribuem para a garantia do acesso aos medicamentos. Conclui-se que a farmacoterapia é construída a partir das relações e vivências dos atores envolvidos e se revela importante tecnologia para o cuidado em todos os níveis de atenção à saúde.
Painel Internacional_Gestao de Residuos Quimicos
Centro de Informação Sobre Medicamento, Reinheimer, IC 2011
SEFH - ATENCIÓN FARMACÉUTICA VIH 2005. 5º SEMINARIO
Gupo VIH de la SEFH. Jornadas de Atención Farmacéutica al Paciente VIH. Recopilación de 7 ponencias. Grupo sobre HIV da SEFH

Acesso restrito somente a Associados Ativos SBRAFH - Efetue seu login no topo da página!

SEFH - ESTUDIO NACIONAL SOBRE LOS EFECTOS ADVERSOS LIGADOS A LA HOSPITALIZACION - ENEAS 2005
Estudio retrospectivo de cohortes realizado en 24 hospitales de diverso tamaño, revisando las historias clínicas de pacientes dados de alta en un determinado periodo. Los objetivos fueron: - Determinar la incidencia de Efectos Adversos (EAs) y de pacientes con EA en los hospitales de España. - Establecer la proporción de EAs que se producen en el periodo de prehospitalización. - Describir las causas inmediatas del EA. - Definir los EAs evitables. - Conocer el impacto de los EAs en términos de incapacidad, exitus y/o prolongación de la estancia hospitalaria. ESTUDIO NACIONAL SOBRE LOS EFECTOS ADVERSOS LIGADOS A LA HOSPITALIZACION - ENEAS 2005 MINISTERIO DE SANIDAD Y CONSUMO 2006 Origen: Gestor General Temática: Tipo: Publicación general Vinculación: Publicación de Organismos Oficiales y/o Sociedades Científicas NO vinculada a la SEFH

Acesso restrito somente a Associados Ativos SBRAFH - Efetue seu login no topo da página!

Tese de Doutorado: Sistemas manuscrito e informatizado de notificação voluntária de incidentes em saúde como base para a cultura de segurança do paciente
Tese de Doutorado de Helaine Carneiro Capucho Resumo em portuguêsNas organizações de saúde, as notificações voluntárias são essenciais para a construção da aprendizagem, que é um dos fundamentos da cultura da segurança do paciente. O objetivo deste estudo foi comparar um sistema manuscrito e um sistema informatizado de notificações voluntárias de incidentes e queixas técnicas relacionados à saúde, implantados em um hospital de ensino do interior de São Paulo, por meio da análise documental das notificações encaminhadas. Os sistemas foram comparados quanto à quantidade e qualidade das notificações, categoria dos profissionais notificadores, motivos e características dos incidentes relacionados aos medicamentos. O presente estudo demonstrou que as notificações encaminhadas por meio de sistemas manuscrito e informatizado podem ser utilizadas para identificação de incidentes, mas é possível que o segundo sistema seja mais vantajoso do que o primeiro, por ter apresentado aumento do número de notificações em 58,7%; aumento da taxa de notificação em 62,3%; maior qualidade dos relatos, especialmente quanto à classificação e descrição da gravidade do incidente, e descrição do paciente; eliminação da ilegibilidade e de rasuras; ampliação da participação dos diferentes profissionais de nível superior e de profissionais de nível médio e básico, especialmente técnicos e auxiliares de enfermagem; favorecimento de relatos de incidentes que causaram danos aos pacientes, especialmente os moderados e graves; favorecimento de relatos de incidentes relacionados aos medicamentos potencialmente perigosos, de relatos de reações adversas e inefetividade terapêutica, de erros de omissão, de administração de medicamento não autorizado, de dose, erro de técnica de administração e não adesão do paciente, e também de erros de medicação mais graves, incluindo os que causaram danos aos pacientes; favorecimento de relatos de suspeita de inefetividade terapêutica de medicamentos. A implantação do sistema informatizado de notificações voluntárias de incidentes na saúde como base para a cultura de segurança do paciente no sistema de saúde brasileiro parece ser uma estratégia viável e totalmente necessária para o gerenciamento de riscos e a qualificação da assistência, tendo este trabalho contribuído para nortear como deve ser o processo de notificação voluntária de incidentes e queixas técnicas em saúde.
Localizado 5 Registros


Parceiros institucionais nacionais

Parceiros institucionais internacionais
® 2005-2017 - Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde - Todos os direitos reservados
Rua Vergueiro, 1855 - 11. Andar - Vila Mariana CEP 04101-000 - São Paulo/SP - Fone/Fax: 011 5083-4297