Sbrafh e instituições enviam ofício para Secretaria Executiva da Câmara de Medicamentos, sobre eventual sobrepreço de medicamentos de uso prioritário no enfrentamento da Pandemia pela COVID-19

0
392

Nesta sexta-feira, 9 de abril, a Sbrafh, a Associação Brasileira de Medicina de Emergência, a Associação de Medicina Intensiva Brasileira, o Instituto para Práticas Seguras do Uso de Medicamentos e a Sociedade Brasileira de Anestesiologia, enviaram em conjunto um ofício para a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) sobre  eventual sobrepreço de medicamentos comercializados de uso prioritário no enfrentamento da Pandemia pela Covid-19.

No documento, estas instituições solicitam apoio técnico, no sentido de orientar os estabelecimentos de saúde quanto à adoção de medidas prioritárias em situações que envolvam eventual sobrepreço de medicamentos adquiridos ou que estejam em processo de aquisição.

“Aumentos expressivos de preços de produtos essenciais, bem como divergências de preços praticados para os mesmos produtos, são situações que tem impacto direto nos processos de aquisição, não somente pelo maior valor agregado, mas pela brusca variação de preços em curto período de tempo. É compreensível alterações na economia de mercado, mas o abismo dessa diferença causa estranheza e cria problemas administrativos para aquisição, principalmente nos entes públicos.”

Foi ressaltado também que todos os esforços administrativos são necessários neste momento, com o intuito de garantir a regularidade das aquisições e o abastecimento destes medicamentos, de modo a preservar a vida dos pacientes, aperfeiçoar o cuidado e a segurança nos atendimentos dos estabelecimentos de saúde. AS sociedades se colocaram à disposição para contribuir no sentido de melhor atender a todos os cidadãos/ pacientes, especialmente neste momento crítico.